O projeto desenvolve-se, principalmente, ao longo de 4 fases distintas. A primeira fase está relacionada com o desenvolvimento da metodologia baseada nas necessidades e características específicas das salas de aula em relação às iniciativas de educação para a cidadania. Esta fase incluirá cinco partes: Na primeira parte, os parceiros organizarão uma pesquisa com as escolas para identificar as questões mais importantes relacionadas à educação para a cidadania na Europa. Em seguida, os parceiros prepararão em conjunto a primeira parte preliminar da metodologia, que consiste nos principais princípios dos métodos e como eles podem ser aplicados na sala de aula. A Universidade de Florença coordenará a parte da metodologia relacionada ao método dialético, enquanto o Centro de Ensino Superior em Estudos Teatrais coordenará a parte relacionada às técnicas teatrais. Em seguida, os parceiros desenvolverão a parte prática da metodologia que consiste em cenários de ensino e educação para questões e assuntos específicos relevantes para contextos locais específicos, mas também para contextos nacionais e europeus mais amplos. Com base nas sinopses e no projeto de metodologia, no âmbito da 2ª reunião transnacional, os parceiros discutirão as adaptações necessárias nos métodos, a fim de atender melhor às necessidades dos grupos-alvo. Após esta reunião, começa a 3ª parte da primeira fase, que é a parte das adaptações. Os parceiros, com base nas discussões internas durante a reunião, mas também com base nas suas consultas com as partes interessadas, irão propor adaptações no projeto de metodologia. Após a finalização das adaptações, a 4ª parte está relacionada com o desenvolvimento de um Guia para professores (metodologia finalizada). O livro será desenvolvido em inglês e, após a sua finalização, traduzido para grego, espanhol, português e italiano durante a 5ª parte da primeira fase. O Guia estará disponível em formato eletrónico e em formato impresso.

A segunda fase está relacionada com a formação de formadores. A formação de formadores será organizada num formato misto, recorrendo a uma metodologia presencial e e-learning. A formação presencial será organizada no âmbito da 3ª reunião transnacional do projeto em Bristol e terá a duração de 3 dias. No total, 11 formadores vão participar como aprendizes da Grécia, Espanha, Reino Unido, Portugal e Itália. Esses formadores, após a conclusão do curso presencial, participarão num curso e-learningpara concluir o desenvolvimento das suas competências. Uma plataforma de e-learningserá adaptada especificamente para atender às necessidades do grupo-alvo e o material de formação será desenvolvido e colocado na plataforma de e-learning.

A terceira fase está relacionada com a formação de professores. Esta fase será organizada pessoalmente a nível local e regional, eonlinea nível nacional e europeu pelos formadores que participaram nas sessões de formação de formadores. Serão fornecidas diretrizes a esses formadores que irão treinar professores através de oficinas especializadas a nível local e nacional. A formação de professores pessoalmente será realizada através de oficinas que durarão novamente dois dias inteiros. Prevê-se que um total de 250 professores seja formado no âmbito das oficinas presenciais, enquanto outros 250 professores provenientes de diferentes partes dos países parceiros e de outros países da UE estarão envolvidos através do uso de e-learning.

A quarta fase será a fase de implementação prática da metodologia baseada no método dialético dentro da sala de aula. Os professores formados, no âmbito dos seminários de formação organizados na fase anterior e como pré-condição para obter a sua certificação, aplicarão na prática as técnicas que aprenderam na sala de aula e documentarão a sua aplicação com um relatório e evidências relacionadas. Os parceiros vão monitorizar a implementação do método na escola e fornecer apoio sempre que necessário. A aplicação do método de 500 professores a salas de aula compostas por pelo menos 15 alunos significa que o projeto beneficiará de, pelo menos, 6.000 estudantes em toda a Europa. Se os professores implementarem e documentarem adequadamente a sua implementação, receberão um certificado final.