Category

Uncategorized

Uncategorized

O propósito de EAR

O processo de integração Europeia foi baseado em valores-chave como paz, democracia, liberdade e tolerância. No entanto, esses valores estão atualmente em risco devido a problemas socioeconómicos, extremismo violento e falta de confiança nos processos democráticos. O papel da educação e da formação e, mais especificamente, da educação para a cidadania é muito importante para enfrentar esses desafios. No entanto, como o Relatório Eurydice“Educação para a Cidadania na Escola na Europa 2017” mostra, a educação para a cidadania é abordada principalmente a um nível cognitivo como parte do currículo, tanto em relação ao ensino quanto em relação à avaliação (conhecimento sobre as instituições do sistema político, consciência ambiental, análise de questões discutidas na sociedade, etc.)

Esta abordagem, como sublinha o relatório, foca-se principalmente em conhecimentos e competências, e não em atitudes. No entanto, para poder enfrentar os profundos desafios que a Europa enfrenta atualmente, é extremamente importante focar nas atitudes e envolver os alunos ativamente, assim como torná-los parte de todo o processo.

O projeto visa introduzir o método dialético na educação escolar como uma característica fundamental, o qual promove a participação ativa dos alunos numa sociedade democrática, com o apoio de técnicas de teatro. O método dialético não estará apenas a promover o pensamento crítico dos alunos, mas permitirá uma conexão entre a vida quotidiana e entre conceitos e noções mais amplas (como humanismo, justiça, liberdade etc.) que são fundamentais. Isto é extremamente importante, especialmente para a sociedade atual, que, devido aos mediae redes sociais, fornece uma grande quantidade de informações, para além de uma capacidade muito limitada para a compreensão e análise das informações.

Uncategorized

Inovação

O método dialético foi estabelecido por Sócrates e permite colocar questões críticas para sublinhar as contradições sociais. Esta série de perguntas esclarece uma afirmação mais precisa de uma crença vaga, as consequências lógicas dessa afirmação são exploradas e uma contradição é descoberta. O objetivo final é libertar as pessoas de falsas impressões relacionadas à realidade social. No nosso tempo, essas falsas impressões eram criadas por meio de notícias falsas, etc. O método dialético é a base de um discurso entre duas ou mais pessoas que têm pontos de vista diferentes sobre um assunto, mas desejam estabelecer a verdade através de argumentos fundamentados. Pode ser contrastado com o método didático em que um lado da conversa ensina o outro.

Nos tempos modernos, a dialética Hegeliana, geralmente apresentada de maneira tripla, compreende três fases de desenvolvimento dialético: uma tese que dá origem à sua reação; uma antítese, que contradiz ou nega a tese; e a tensão entre os dois, acabando por ser resolvida através de uma síntese. Paulo Freire, um educador e filósofo brasileiro que foi um dos principais defensores da pedagogia crítica e mais conhecido pelo seu influente trabalho – “Pedagogia do Oprimido” – tentou aplicar o método dialético na educação. Segundo Freire, por meio do método dialético, os alunos assumem desde o início o papel dos “criadores” e tentam alcançar a essência do conhecimento com a ajuda do pensamento crítico. Freire afirma que a essência não está em aprender conhecimento de cor, mas sim no processo de aquisição do conhecimento. Todo o processo de aquisição de conhecimento inclui um movimento dialético da ação para o raciocínio e do raciocínio relacionado à ação para uma nova ação. A aquisição de conhecimento através do método dialético requer dois contextos interdependentes:

i) O contexto geral do diálogo autêntico entre os alunos e os professores como sujeitos iguais em relação ao conhecimento
ii) A realidade social específica em que estudantes e professores vivem

O método dialético começa com a experiência dos alunos relacionada à situação no seu “contexto real”. O papel do professor é sugerir problemas relacionados a situações existenciais codificadas, a fim de fazê-los alcançar uma maior compreensão crítica da realidade da situação (em oposição a factos que precisam ser aprendidos de cor). O professor nesse processo adapta continuamente os seus conhecimentos e pode adquirir conhecimentos dos alunos, juntamente com os quais vive a experiência de aquisição de conhecimentos.

O projeto tem como objetivo combinar o uso do método dialético com técnicas de teatro, como o “Fórum Teatro”, teatro participativo e teatro documental. Estas técnicas teatrais permitem a criação de um ambiente seguro no qual os alunos possam expressar mais livremente o seu raciocínio e os seus argumentos e, dessa forma, facilitarão a implementação do método dialético (mais informações na seção da proposta “Consistência”).

Nem o método dialético nem o uso de técnicas de teatro participativo na educação podem ser considerados novos. No entanto, o que é inovador é a combinação dos dois métodos e a sua aplicação no campo da educação para a cidadania nas escolas. Embora o método dialético tenha sido estabelecido há 2.500 anos, agora é mais necessário do que nunca, devido à sociedade cada vez mais fragmentada em que vivemos (informações fragmentadas, competências fragmentadas etc.)

Uncategorized

O que vamos fazer

O projeto desenvolve-se, principalmente, ao longo de 4 fases distintas. A primeira fase está relacionada com o desenvolvimento da metodologia baseada nas necessidades e características específicas das salas de aula em relação às iniciativas de educação para a cidadania. Esta fase incluirá cinco partes: Na primeira parte, os parceiros organizarão uma pesquisa com as escolas para identificar as questões mais importantes relacionadas à educação para a cidadania na Europa. Em seguida, os parceiros prepararão em conjunto a primeira parte preliminar da metodologia, que consiste nos principais princípios dos métodos e como eles podem ser aplicados na sala de aula. A Universidade de Florença coordenará a parte da metodologia relacionada ao método dialético, enquanto o Centro de Ensino Superior em Estudos Teatrais coordenará a parte relacionada às técnicas teatrais. Em seguida, os parceiros desenvolverão a parte prática da metodologia que consiste em cenários de ensino e educação para questões e assuntos específicos relevantes para contextos locais específicos, mas também para contextos nacionais e europeus mais amplos. Com base nas sinopses e no projeto de metodologia, no âmbito da 2ª reunião transnacional, os parceiros discutirão as adaptações necessárias nos métodos, a fim de atender melhor às necessidades dos grupos-alvo. Após esta reunião, começa a 3ª parte da primeira fase, que é a parte das adaptações. Os parceiros, com base nas discussões internas durante a reunião, mas também com base nas suas consultas com as partes interessadas, irão propor adaptações no projeto de metodologia. Após a finalização das adaptações, a 4ª parte está relacionada com o desenvolvimento de um Guia para professores (metodologia finalizada). O livro será desenvolvido em inglês e, após a sua finalização, traduzido para grego, espanhol, português e italiano durante a 5ª parte da primeira fase. O Guia estará disponível em formato eletrónico e em formato impresso.

A segunda fase está relacionada com a formação de formadores. A formação de formadores será organizada num formato misto, recorrendo a uma metodologia presencial e e-learning. A formação presencial será organizada no âmbito da 3ª reunião transnacional do projeto em Bristol e terá a duração de 3 dias. No total, 11 formadores vão participar como aprendizes da Grécia, Espanha, Reino Unido, Portugal e Itália. Esses formadores, após a conclusão do curso presencial, participarão num curso e-learningpara concluir o desenvolvimento das suas competências. Uma plataforma de e-learningserá adaptada especificamente para atender às necessidades do grupo-alvo e o material de formação será desenvolvido e colocado na plataforma de e-learning.

A terceira fase está relacionada com a formação de professores. Esta fase será organizada pessoalmente a nível local e regional, eonlinea nível nacional e europeu pelos formadores que participaram nas sessões de formação de formadores. Serão fornecidas diretrizes a esses formadores que irão treinar professores através de oficinas especializadas a nível local e nacional. A formação de professores pessoalmente será realizada através de oficinas que durarão novamente dois dias inteiros. Prevê-se que um total de 250 professores seja formado no âmbito das oficinas presenciais, enquanto outros 250 professores provenientes de diferentes partes dos países parceiros e de outros países da UE estarão envolvidos através do uso de e-learning.

A quarta fase será a fase de implementação prática da metodologia baseada no método dialético dentro da sala de aula. Os professores formados, no âmbito dos seminários de formação organizados na fase anterior e como pré-condição para obter a sua certificação, aplicarão na prática as técnicas que aprenderam na sala de aula e documentarão a sua aplicação com um relatório e evidências relacionadas. Os parceiros vão monitorizar a implementação do método na escola e fornecer apoio sempre que necessário. A aplicação do método de 500 professores a salas de aula compostas por pelo menos 15 alunos significa que o projeto beneficiará de, pelo menos, 6.000 estudantes em toda a Europa. Se os professores implementarem e documentarem adequadamente a sua implementação, receberão um certificado final.

Uncategorized

Conhecimento

A parceria possui todo o conhecimento necessário sobre os métodos que estão vindo a ser transferidos. Todos os parceiros são coordenadores de outros projetos (no âmbito dos programas Erasmus+ ou Creative Europe) relacionados com a inclusão social. A maior parte deles também já trabalhou na área da educação para a cidadania. A Universidade de Florença, que coordenará o desenvolvimento da parte da metodologia relacionada com o método dialético, possui toda a experiência necessária para desenvolver uma metodologia relevante e academicamente sólida. O Centro de Ensino Superior em Estudos Teatrais é uma organização respeitável na Grécia, com experiência na utilização do teatro na educação e é capaz de transferir os seus conhecimentos dentro do consórcio.

Capacidade de upscaling

A parceria inclui diferentes stakeholderscapazes de expandir o método a vários níveis. Estes incluem instituições académicas (Universidade de Florença) que, por um lado, trabalha com professores e escolas e, por outro lado, são capazes de disseminar e alargar os métodos a nível académico e através de trabalhos e publicações académicas. A Mentortec é uma organização especialista no campo da formação de professores e desenvolvimento profissional contínuo e capaz de transferir o método numa maior escala. A WUSMED é também uma organização especializada em inovação na formação e desenvolvimento de competências de professores com redes não apenas na Espanha, mas em toda a região mediterrânea. O teatro Acta trabalha a vários níveis para a promoção da inclusão social na educação através do teatro; já desenvolveu, por meio de cooperações anteriores, métodos e redes relacionados com esse objetivo, que podem ser utilizados para o upscaling. Finalmente, a Action Synergy possui um longo histórico de cooperação com as escolas e desenvolvimento de redes para a promoção e expansão das práticas educacionais.

Além disso, quase todos os parceiros do projeto já se encontram a coordenar outros projetos no âmbito do programa Erasmus+ KA3 relacionados com a expansão de boas práticas, facto que lhes confere uma experiência significativa nessa questão.

Finalmente, a lista de parceiros associados ao projeto inclui organizações públicas, escolas, autoridades regionais etc., que são atores-chave para a integração e expansão dos resultados do projeto.

Alcançar um nível de base

Os parceiros têm uma experiência substancial em atingir o nível de base. A Universidade de Florença tem organizado inúmeras formações para professores e o departamento de Educação é uma das maiores organizações de formação de professores em Itália. A Mentortec e a WUSMED estão a operar, como parte do trabalho regular, no campo com professores que ambicionem ser formados em áreas novas e criativas. A Acta trabalha todos os dias no campo, apoiando a inclusão social a vários níveis, incluindo a educação. A Action Synergy concluiu com êxito muitos projetos relacionados com a inovação no ensino e na formação e possui importantes redes de contacto com escolas e professores, pois oferecem formação para professores como parte das suas atividades normais. Além disso, muitas escolas e organizações de base participam no projeto como parceiros.

Causar impacto numa maior escala 

O projeto inclui organizações capazes de estender o impacto do projeto a uma maior escala. A Universidade de Florença é capaz de transferir os resultados do projeto a um nível político, sendo uma das principais instituições responsáveis ​​pela formação de professores. Poderão também transferir os resultados do projeto ao nível académico e na comunidade científica. A WUSMED pode transferir os resultados do projeto através das suas redes em toda a região do Mediterrâneo.

Uncategorized

Educação Cidadania

O relatório “Eurydice Citizenship Education at School in Europe”, de 2017, oferece uma visão geral comparativa das políticas nacionais na área da educação para a cidadania em toda a Europa, num momento em que exigências crescentes estão a ser apresentadas aos sistemas de educação e formação para promover esta área de aprendizagem. Este relatório concentra-se no conteúdo e organização de um currículo, nos métodos de ensino e aprendizagem dentro e fora da sala de aula, na avaliação dos alunos e na formação e apoio aos professores. Estas questões são abordadas nos quatro capítulos, os quais são complementados por um estudo de caso de uma iniciativa política recente. O relatório é baseado principalmente em dados qualitativos e abrange 42 sistemas de ensino. Baseia-se nos regulamentos e recomendações existentes sobre educação para a cidadania nas escolas do setor público e inclui programas de educação geral e de formação profissional inicial na escola.

Clique na imagem miniatura

http://ear-citizen.eu/wp-content/uploads/2019/04/EC0617161ENN.en_.pdf

para ler e fazer download.

Uncategorized

O método Socrático

O método Socrático, também conhecido como método de Elenchus, método Elencticou debate socrático, é uma forma de diálogo argumentativo cooperativo entre indivíduos, baseado em perguntas e respostas para estimular o pensamento crítico e extrair ideias e pressupostos subjacentes. É um método dialético, envolvendo uma discussão na qual a defesa de um ponto de vista é questionada; um participante pode levar outro a contradizer-se de alguma forma, enfraquecendo o argumento do defensor. Este método recebeu o nome do filósofo grego clássico Sócrates e é introduzido por ele no Theaetetusde Platão como obstetrícia (maiêutica) porque é empregado para trazer definições implícitas nas crenças dos interlocutores, ou para ajudá-los a aprofundar a sua compreensão.

This image has an empty alt attribute; its file name is socrates-method.jpg